Tens um minuto? Queria sair e resolver coisas "importantes"... A sensação era de que estava ali há horas e não havia passado sequer 1 minuto. 1 minuto focada em mim naquele dia foi "demais". Toda minha atenção estava voltada para o externo... 1 minuto era o tempo que eu não tinha para mim, para "ouvir" meu corpo... E você, tem um minutinho aí?? Claudia Godoy

“Ponha a saia mais leve, aquela de chita,

e passeie de mãos dadas com o ar.

Enfeite-se com margaridas e ternuras

e escove a alma com leves fricções de esperança.

De alma escovada e coração estouvado,

saia do quintal de si mesma e descubra o próprio jardim."

Carlos Drumond de Andrade

Recriando em sua lingua :)

Corajosos Viajantes - BEM VINDOS! Que sua estada por essas planicies, lhes desperte o desejo de voltar em breve... Obrigado por sua visita!!! (◕ ‿ ◕)

Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

"Algo em mim que eu nem suspeito amadurece mais um pouco." Marcelo Montenegro

17 de janeiro de 2010

Por que Eu danço? Por que Dançar?

O cotidiano acelerado em que vivemos, na maior parte do tempo, nos afasta de nós mesmos, dos nossos sonhos, nossas necessidades... Não temos tempo para refletir sobre a vida. Por outro lado, estamos sempre correndo atrás da tão falada "qualidade de vida", sem percebermos que ela se trata (muitas vezes) de parar, respirar, olhar para dentro, para o mundo, avaliar como andam nossos projetos, nossas relações, nossa saúde física e mental.
Ao se dançar em círculo, aprendemos a nos apoiar mutuamente, a olhar para o outro de igual para igual; a expressar o amor mais puro que temos dentro de nós, e que muitas vezes se encontra adormecido; ao se utilizar a criatividade, a expressão, a confiança, o respeito, a força da vida, a compaixão, a cooperação no cotidiano em que sem perceber acordamos para uma nova visão de mundo interno e externo. Quando realizamos um movimento corporal de forma consciente, nosso ser consegue assimilar com mais facilidade o aprendizado, e podemos a partir daí, realizar mudanças significativas em nossas vidas.

E você percebe como anda sua vida nesse momento? 
Afinal, qual é seu ritmo?
É rápido ou lento; lépido ou litúrgico; repetitivo ou volúvel?

Você deixa o ritmo levá-la (o) ou abatê-la (o) acalmá-la (o) encorajá-la (o) ou perturbá-la (o)?

Como está seu ritmo?

Portanto, para dançar não são necessárias habilidades especiais. Basta querer compartilhar da alegria de se dar as mãos na roda, com disponibilidade para ser mais um elo que dá, recebe e contribui para a criação grupal, com seu modo único e original de ser.

Se desarmar dos preconceitos, dos constrangimentos, das limitações que por tanto tempo afligiam esses corpos, mas, sobretudo, a flexibilidade emocional e mental.

Em uma estrutura circular, todos os pontos giram em torno de um centro e estão à mesma distância dele, fato que confere a esse símbolo qualidades de igualdade e de unidade. Da mesma forma, dançar em círculo nivela todos os indivíduos, eliminando a hierarquia e permitindo que, através do olhar, todos se reconheçam como participantes igualmente valiosos da configuração.

Vamos conhecer um pouco dessa História?

A dança é uma linguagem gestual e é conhecida desde o "Paleolítico Superior cerca de 25.000 a 10.000 a.C." Nesta altura o seu caráter era sagrado ou mágico. Uma forma de chamar a atenção dos Deuses para que estes propiciassem boas benesses às tribos que assim os invocavam. E o termo "Dança" tem origem no sânscrito tanha, que significa "desejo de vida ou movimento", "alegria de viver", "celebração".

Nos passos da roda de dança Circular, um círculo move e remove reminiscências, temos a configuração de um ritual de entrega, de encontro além da palavra: com os outros, com diferentes culturas e tradições, com o mistério.

Bernhard Wosien (1908-1986), bailarino clássico, coreógrafo, pedagogo e pintor, foi o precursor do movimento conhecido, hoje, como Danças Circulares Sagradas, dizia: “Ao dançar, o mundo é de novo circulado e passado de mão em mão. Cada ponto na periferia do círculo é ao mesmo tempo um ponto de retorno” (WOSIEN, 2000, p.120).

Portanto, com o cotidiano acelerado em que vivemos na maior parte do tempo, nos afasta de nós mesmos, dos nossos sonhos, nossas necessidades... Não temos tempo para refletir sobre a vida. Por outro lado, estamos sempre correndo atrás da tão falada "qualidade de vida", sem percebermos que ela se trata (muitas vezes) de parar, respirar, olhar para dentro, para o mundo, avaliar como andam nossos projetos, nossas relações, nossa saúde física e mental.


A vivência das Danças Circulares quando vivenciadas periodicamente poderá nos proporcionar os seguintes benéficos:

1.   Harmonia entre Corpo-Mente-Espírito;
2.   Elevação da auto-estima;
3.   Consciência corporal – coordenação motora, ritmo, sintonia, flexibilidade;
4.   Aprendizagem criativa - o desenvolvimento da inteligência integral e a expansão de habilidades, incluindo-se a intuição, o imaginário, a sensibilidade e o corpo no processo de receber e transmitir conhecimentos;
5.   Ampliação do potencial humano - com a vivência da arte, do lúdico, do belo, do prazer, da alegria e da conexão com o sagrado;
6.   Reconhecer, valorizar e fortalecer as Identidades Culturais Brasileiras (locais/regionais/nacionais), para o encontro criativo e harmônico com os outros povos – enraizar para uma globalização consciente;
7.   Sensibilização para a vivência de Valores Humanos e Princípios Éticos universais – respeito e inclusão do diferente, através do contato humano, ético e estético, com pessoas diferentes de nós e culturas diversas da nossa;
8.   Aprender a Conhecer – competência cognitiva; Aprender a Fazer – competência técnica;

Escreveu Mário de Andrade: "Quando eu nasci / eu já dançava"


Com as Danças Circulares despertamos o corpo Físico, Emocional e Psicológico permitindo-se a descoberta de novas sensações, tais como:

Ø  TÁTIL – Sentir os movimentos e seus benefícios para seu corpo.
    

Ø    VISUAL – Ver os movimentos e transformá-los em atos.     

Ø    AUDITIVO – Ouvir a música e dominar o seu ritmo.     

Ø    AFETIVO – Emoções e sentimentos transpostos na coreografia.
    

Ø    COGNITIVO – Raciocínio, ritmo, coordenação.
    

Ø    MOTOR – Esquema corporal.

Através de técnicas e materiais artísticos vivenciais, oportuniza-se ao grupo um  reavaliar, reprocessar, reelaborar e redimensionar as dificuldades gerando uma nova forma de visão de mundo através do comportamento verbal e não verbal.


A roda de dança pode ser útil em diversas áreas, tais como:


DANÇA NAS ESCOLAS - Como elemento de integração, para mostrar a força do grupo, como uma ferramenta de apoio no ensino, despertando a consciência corporal, disciplinando o foco e a concentração, a lateralidade, a coordenação motora, a memória, etc.


DANÇA COMO PREVENÇÃO DE SAÚDE - Em hospitais, clínicas, promovendo relaxamento e alegria, contribuindo para fortalecer o sistema imunológico. E, nas Rodas Terapêuticas, que são trabalhadas as emoções específicas de cada grupo através das Danças Circulares.


DANÇA COMO FACILITADOR DE DESCOBERTAS NAS EMPRESAS - Em atividades de integração, energização e celebração, no desenvolvimento de equipes, para trabalhar criatividade, liderança, mudança, novos desafios, etc. Pode ser utilizada também como atividade de relaxamento e meditação dinâmica, antes ou após a jornada de trabalho, gerando um equilíbrio físico, mental, emocional e espiritual, proporcionando melhor qualidade de vida aos funcionários e por conseqüência maior produtividade.

  • Valorizar o trabalho em equipe;
  • Compartilhar talentos;
  • Superar novos desafios com atitudes positivas;
  • Perceber e respeitar o espaço pessoal na roda;
  • Perceber e respeitar o espaço do outro;
  • Valorizar a cooperação, a diversidade e a inclusão do diferente;
  • Valorizar a flexibilidade e a sintonia para atingir objetivos comuns;
  • Adaptar-se a ritmos e estilos diferentes;

Objetivos
Trabalhar a psicomotricidade, a coordenação motora, ritmo, concentração, memória, espírito de grupo através da dança, do ritmo e do movimento.

Público-Alvo
Qualquer pessoa, de qualquer idade. Não é preciso ter experiência anterior em dança, basta ter vontade de desvendar um novo modo de sentir, querer entrar em contato com a alegria e com a possibilidade de vivenciar a magia dos ritmos e dos benefícios da Dança Circular. “As danças são acessíveis a qualquer pessoa, sem restrição de idade. Se você pode andar, pode dançar”. (Samuel Lewis).

Querendo conhecer mais? Escreva-nos...
espontaneidade.terapeutica@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ouse caminhar por entre templos de infinitas portas; Olhe, Desvende, Descubra, Encontre, Surpreenda-se e seja Feliz!

You understand what Im saying?
We come to love not by finding a perfect person, but learning to love an imperfect person perfectly.

Sua presença, aqui, trouxe mais Luz.

OBRIGADA!
Thanks!
Gracias!
Merci!
Grazie!

Volte Sempre!
Madre DelAlma

Sabedoria

Quando a Terra e as leis da Natureza Cósmica e Terrena foram criadas, os anciões da sabedoria fizeram uma roda e as narraram diante de uma fogueira, de modo que todo o fogo gravou na memória todas as leis e o calor da sabedoria dos anciões. Por isso, quando uma fogueira se ascender e um círculo de pessoas se unir em torno do fogo, as leis serão aprendidas novamente no coração humano". Kaká Werá Jecupé, em A Terra dos Mil Povos

Criando palavras

A Máscara (6) Alzheimer (1) amigos (2) arte (1) Artificial (3) Atitude (6) Caminhar (3) canção (2) Celebração (7) Cérebro (5) Círculo (1) cultura (14) cura (4) Dança (14) Dança Circular (13) Descobertas (14) Deus (1) doenças (4) dor (1) educação (5) elogio (3) Emoções (17) Ervas (1) escola (1) exemplo (10) Felicidade (11) grupos (8) História (8) homem (11) idoso (3) Livro (1) Mãe (1) Medos (4) mulher (7) Mulheres (7) música (3) Natal (1) Parkinson (1) Páscoa (1) Por que EU danço? (4) Qualidade de vida (14) Receita (1) Rir (1) Sabedoria (1) saude (6) Tambor (1) Terapias Alternativas (3) Trabalho (1) vida (3) vídeo (2)

Vamos cuidar juntos?

Somos parte da Terra e ela é parte de nós...Portanto, cabe a nós fazer nossa tarefa de bem cuidar. Separando corretamente o lixo traremos benefícios a curto, médio e longo prazo. Panse nisso!!!

Folclore

Essa dança é do sudoeste da China, do conselho de Yunnan e Sichuan. Trata-se de uma nacionalidade minoritária, Li Su. Buliyate dança folclórica. Pés alternando passo Yuko, minério bruto e de dança criativa ainda, executar brilhante e vistoso, pular para o lado inferior do corpo passo ou outro componente de várias ações. Movimentos do corpo superior estão em pé, e as pessoas por trás do punho, as pessoas de mãos dadas, dançando ao redor do círculo. Adagio lírica dança suave, agilidade dança alegre, saltando e forte. Simples e sincero, com as cores antigas, sensação de calor forte. 'Circle' significa 'vida' em Li Su. Você pode até quebrar o círculo, mas você ainda continuará sendo parte desse círculo.

NÃO FIQUE CALADA - DENUNCIE - 180

A Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 é um serviço que foi implantado em 2005 pela SPM (Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres). Trata-se de uma central de atendimento telefônico que funciona ininterruptamente, inclusive finais de semana e feriados. A ligação é gratuita e pode ser feita a partir de qualquer local do país.

Cuidado com o que seu filho anda vendo...

Cuidado com o que seu filho anda vendo...
Quanto menos horas em frente a televisão - além de dar o exemplo - é mais tempo que poderá passar com o seu filho a praticar esportes, ler, ouvir música, conversar ou simplesmente brincar…Pense nisso!

Dançar

"Não se trata de esperar que a tempestade passe. Trata-se de aprender a dançar à chuva." Anonimo

Quem ama. Cuida!

"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)

MÃE TERRA – DEUSA MÃE

“Envenenar a Terra, é o mesmo que envenenar a Placenta, que está alimentando teu filho”.
Terra, Divina Mãe, que gera todos os seres e cria todas as coisas, cuja influência desperta, acalenta e adormece a natureza. Mãe que fornece a nutrição da vida e a protege com um abraço sustentador. Mãe amorosa que recebe o corpo do homem quando o seu espírito se afasta, chamada com razão a Grande Mãe, fonte de poder de deuses e mortais, indispensável para tudo o que nasce ou morre. Senhora, Mãe , Deusa eu A reverencio e invoco Seu sagrado nome para abençoar a minha vida, lhe agradeço pelas dádivas e por me receber no fim da minha jornada! Prece inglesa do século XII

PEDOFILIA: NÃO!

Pelo telefone disque 100 - DENUNCIE! "Pais e filhos, inconscientes dos perigos da rede são presas fáceis de pedófilos. Uma criança ingenuamente não identifica um adulto se passando por um amiguinho da mesma idade. Uma dica é: Retirar o computador do quarto da criança, colocar em local onde possa estar vigiando sempre. Olhe sempre o histórico de navegação antes de fechar o computador para saber os passos que seu filho deu dentro da web. Computador no quarto também é veículo para o tráfico da pornografia infantil." PENSE NISSO!!!

ESTRELAS DESAPARECIDAS

"AS ESTRELAS SÃO SUAS, SE VOCÊ TIVER A MENTE, AS MÃOS E O CORAÇÃO PARA ELAS" Ray Bradbury "Em certas ocasiões nossa própria luz quase se apaga e é reacendida pela faísca de alguma outra pessoa. Cada um de nós tem motivo para pensar com muita gratidão nos que acenderam a chama dentro de nós". Albert Schweitzer

Nossa Madre

QUE HAJA PAZ NA TERRA! QUE A PAZ COMECE EM MIM! "Para deixar um planeta melhor para nossos filhos, basta deixar filhos melhores para nosso planeta".

Eu Respeito o AMOR. E você?

"Quando eu estava no exército, me deram uma medalha por matar dois homens e me dispensaram por amar um" Leonard P. Matlovich

Voando

"Sem espaço entre eles, os dedos como minhas tranças de quinze anos. Eu, avó de minha mãe, voei ficando." Carpinejar

EU DANÇO...Porque...

Voar sempre cansa, por isso, caminho em passos de dança. É assim que meus sentidos se encontram em comunhão com o universo onde a natureza é meu lar, meu refúgio, pertenço a ela... Faço parte dela!
"Os antigos sábios consideravam que movimento é sinônimo de vida. Não se pode escrever sobre dança. É preciso dançar."Paulo Coelho
(◡ ‿ ◡) -Tecendo sonhos resgatamos memórias, nos movimentos entrelaçados reconstruimos vidas recontando histórias. Livres em nossa imaginação e livres no contar/viver nossas histórias, vamos trançando na memória, a nossa eternidade. O que propomos com nosso trabalho é um exercício de imortalidade. De alguma forma, continuamos a viver naqueles, cujos corpos reaprenderam a ver e sentir o mundo, através dos movimentos das Danças Circulares e da auto-descoberta.

Como a água contorno obstáculos, transbordo, me desdobro ou evaporo. Posso levar o tempo que precisar, mas sei exatamente, onde quero chegar. Sou Mulher que dança, tece e trança, e não tem medo de recomeçar. Se escrever errado, por favor, não me corrija. É minha alma falando...Ela é parte de minha inspiração. Ela também respira, (Clarice me ensinou). Diferente dela, para mim, escrever é um ato de amor... "Sou meus Pais, Sou meus Amigos, Sou as Experiências que vivi e Sou um pouco de Mim Mesmo" (provérbio Budista)

E assim Renascer

Trilhar as estradas que eu não trilhei Romper as portas trancadas por mim E assim minhas mãos saberão dos meus pés… E assim, renascer, E assim renascer. (Altay Veloso)